sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Núcleo de Atenção aos Direitos das Pessoas com Deficiência - PSB/PCDs participa do Fórum Social

O Núcleo de Atenção aos Direitos das Pessoas com Deficiência - PSB/PCDs, esteve presente no Fórum Social Temático, abordando o tema: "Acessibilidade: antes da lei o entendimento". A palestra aconteceu aconteceu na tarde desta quinta-feira dia 26 de janeiro, no Palácio da Justiça em Porto Alegre.
O evento foi organizado pela Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PcD e PcAH no RS (FADERS) e pelo Instituto URBIS de Porto Alegre, na qual como presidente, o senhor Carlos Boa Nova Neto, filiado ao PSB fez uso da palavra na abertura e encerramento do evento, que também.contou com a participação dos presidentes do Conselho Nacional dos Direitos Humanos e do Conselho Nacional da Pessoa com Deficiência (CONADE) que falaram sobre "O Papel dos Conselhos de Controle Social na Democracia Participativa". O mediador das palestras foi o cadeirante Dilceu dos Santos Flores Junior que falou também sobre os direitos da pessoa com deficiência. Outros temas foram abordados pelos painelistas, como por exemplo: “Acessibilidade de Pessoas Portadoras de Deficiência, nas áreas de circulação, transporte e mobilidade urbana” e a tarde alguns painéis.
Os painelistas foram o arquiteto Alexandre Guella Fernandes que falou sobre a acessibilidade em um conceito global; o arquiteto Werner N. Dzevnovicz da secretaria especial de acessibilidade e inclusão social que abordou ações e realizações sobre acessibilidade e mobilidade na cidade de Porto Alegre; e o engenheiro Rogério C. Barbosa que falou da acessibilidade pela ótica da EPTC, onde foi mais técnico. Para Dilceu, essas palestras tiveram um cunho de informar, de se fazer entender as leis, pois acredita que muitas pessoas com deficiência não saem de casa por falta de informação, por não conhecerem as leis. E considera de suma importância que as pessoas tenham esse conhecimento.
Em frente ao Palácio da Justiça, encontrava-se um ônibus, uma lotação e um táxi equipados para receber PPDs. O táxi é um projeto novo, no caso era um fiat Doblo, com elevador na parte de trás para receber o cadeirante. Mas ainda há coisas a se pensar, o cordão das calçadas, pois nem todos os lugares se tem rampas de acesso, locais para que se possa parar um táxi, principalmente em locais mais movimentados e com menos espaço.
Texto e foto: Marcelo Víctor Chinazzo

Nenhum comentário: