quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

JSB promove debate sobre políticas de trânsito para a juventude

Na tarde desta quarta-feira (25), o vice-governador Beto Grill e o deputado estadual Miki Breier participaram do painel promovido pela Juventude Socialista Brasileira do RS (JSB-RS) no Acampamento Internacional da Juventude do Fórum Social Temático 2012 (FST). O evento, ocorrido na tenda da JSB no Parque Harmonia, reuniu lideranças do movimento juvenil de todo país para debater políticas de segurança no trânsito voltadas ao segmento.
Responsável pela coordenação do Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito, Beto Grill falou sobre a iniciativa da criação do órgão pelo governo gaúcho, que visa o cumprimento da meta estipulada pela ONU para Década de Ação pela Segurança no Trânsito – redução de 50% no número de mortes em acidentes no mundo. “Procuramos estabelecer o diálogo, de forma transversal, entre órgãos das mais diferentes esferas do poder e entidades da sociedade civil, para, juntos, construirmos a nossa política estadual de trânsito”, disse.
Sobre o trabalho desenvolvido, o vice-governador ressaltou que as ações não se restringem à fiscalização. “Nossa proposta contempla projetos em curto, médio e longo prazo. Apostaremos forte em educação para o trânsito, melhoria na formação dos condutores e capacitação de profissionais. Tudo isso sem deixar de investir em nossa malha viária, através da pavimentação, manutenção, sinalização e duplicação de rodovias”. 
Grill apresentou os números das operações Balada Segura e Viagem Segura, apontando a evolução no cenário gaúcho: “No ano de 2011, obtivemos uma redução de 11% no número de vítimas fatais no trânsito em solo gaúcho. Esse número aumenta para 30%, se analisarmos a área de abrangência da Balada Segura, operação que hoje já existe no litoral e que pretendemos expandir para as principais cidades do RS em 2012”. Grill, entretanto, chamou atenção para os dados relacionados às motocicletas, opção de boa parte dos jovens. “De 2007 a 2011, foram registradas 9772 mortes no trânsito no Estado. Dessas, 2686 pessoas perderam a vida em motocicletas, seja como condutor ou como passageiro. Isso representa 28% dos casos”, ressaltou o socialista.
Em sua fala, Miki Breier lembrou que embora a legislação de trânsito esteja atrelada à esfera federal, é possível realizar projetos bem sucedidos em nível estadual e municipal, citando, como exemplo, a redução do número de fatalidades no município de Cachoeirinha e a atuação do governo do Estado. “Toda a mobilização em torno da Frente Parlamentar e do Comitê de Trânsito são a prova que o RS está assumindo uma postura proativa com relação à questão da segurança viária”, disse o cordenador da Frente Parlamentar Estadual em Defesa do Trânsito Seguro da Assembleia Legislativa.
Miki ressaltou a necessidade de uma nova postura de todos os atores que compõem a realidade do dia-a-dia no trânsito. “Hoje em dia, vemos com frequência pessoas com pressa de chegar a lugar algum, para não fazer nada. É necessário que cada um de nós colabore para que ocorra a mudança de atitude necessária. Nesse cenário, a juventude tem um grande papel a desempenhar e deve assumir o seu posto como formador de opinião”, pontuou.
Participaram também do painel o deputado estadual Catarina Paladini, o assessor especial de Trânsito do Gabinete do Vice-Governador Major Ordeli Savedra Gomes, o ex-diretor executivo da Fundação Thiago Gonzaga (Vida Urgente) Sérgio Neglia, o sociólogo e consultor de trânsito Eduardo Biavati, o especialista em trânsito André Moura, o secretário e o presidente Nacional da JSB Bruno da Mata e Sérgio Cardoso, o secretário Estadual da JSB João Pedro Grill e a presidente da UJS Gaúcha Ticiana Alvares.

Nenhum comentário: