segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Roberto Amaral e Luiza Erundina debatem “A mídia e a conjuntura nacional/internacional” no Fórum Social Temático 2012

Aconteceu na sexta-feira dia 27 de janeiro na Faculdade de Arquitetura da UFRGS, durante o Fórum Social Temático 2012, o debate sobre “A mídia e a conjuntura nacional/internacional”, abordando diferentes enfoques da mídia nacional e mundial.
Compuseram a mesa, a deputada federal pelo PSB-SP, Luiza Erundina, o vice presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, a secretária das mulheres do estado do Alagoas, Kátia Born e o presidente do PSB estadual do Rio Grande do Sul, Caleb de Oliveira.
Roberto Amaral diz que a mídia constrói o discurso de que a política é a culpada pelo pelos problemas do país e a população reproduz este mesmo discurso. Amaral afirma que: "A grande mídia serve aos interesses das elites econômicas, defendendo os interesses internacionais do grande capital".
Erundina acredita que a criação de conselhos estaduais de Comunicação podem colaborar na qualificação do conteúdo que chega à população. A deputada avalia que esses conselhos são instrumentos para que a sociedade discuta o cumprimento do papel das rádios e TVs, que funcionam com concessão pública e devem atender ao interesse público, ao contrário do que a grande mídia divulga, dizendo que os conselhos são uma maneira de proibir a liberdade de expressão. Para Erundina: “A comunicação deve ser entendida como um direito de cidadania”.
Depois da fala da mesa, algumas lideranças de diferentes segmentos do partido fizeram o uso da palavra e colocaram suas ideias e opiniões.
Por: Marcelo Víctor Chinazzo
Foto: Marcelo Víctor Chinazzo

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Núcleo de Atenção aos Direitos das Pessoas com Deficiência - PSB/PCDs participa do Fórum Social

O Núcleo de Atenção aos Direitos das Pessoas com Deficiência - PSB/PCDs, esteve presente no Fórum Social Temático, abordando o tema: "Acessibilidade: antes da lei o entendimento". A palestra aconteceu aconteceu na tarde desta quinta-feira dia 26 de janeiro, no Palácio da Justiça em Porto Alegre.
O evento foi organizado pela Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para PcD e PcAH no RS (FADERS) e pelo Instituto URBIS de Porto Alegre, na qual como presidente, o senhor Carlos Boa Nova Neto, filiado ao PSB fez uso da palavra na abertura e encerramento do evento, que também.contou com a participação dos presidentes do Conselho Nacional dos Direitos Humanos e do Conselho Nacional da Pessoa com Deficiência (CONADE) que falaram sobre "O Papel dos Conselhos de Controle Social na Democracia Participativa". O mediador das palestras foi o cadeirante Dilceu dos Santos Flores Junior que falou também sobre os direitos da pessoa com deficiência. Outros temas foram abordados pelos painelistas, como por exemplo: “Acessibilidade de Pessoas Portadoras de Deficiência, nas áreas de circulação, transporte e mobilidade urbana” e a tarde alguns painéis.
Os painelistas foram o arquiteto Alexandre Guella Fernandes que falou sobre a acessibilidade em um conceito global; o arquiteto Werner N. Dzevnovicz da secretaria especial de acessibilidade e inclusão social que abordou ações e realizações sobre acessibilidade e mobilidade na cidade de Porto Alegre; e o engenheiro Rogério C. Barbosa que falou da acessibilidade pela ótica da EPTC, onde foi mais técnico. Para Dilceu, essas palestras tiveram um cunho de informar, de se fazer entender as leis, pois acredita que muitas pessoas com deficiência não saem de casa por falta de informação, por não conhecerem as leis. E considera de suma importância que as pessoas tenham esse conhecimento.
Em frente ao Palácio da Justiça, encontrava-se um ônibus, uma lotação e um táxi equipados para receber PPDs. O táxi é um projeto novo, no caso era um fiat Doblo, com elevador na parte de trás para receber o cadeirante. Mas ainda há coisas a se pensar, o cordão das calçadas, pois nem todos os lugares se tem rampas de acesso, locais para que se possa parar um táxi, principalmente em locais mais movimentados e com menos espaço.
Texto e foto: Marcelo Víctor Chinazzo

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

JSB promove debate sobre políticas de trânsito para a juventude

Na tarde desta quarta-feira (25), o vice-governador Beto Grill e o deputado estadual Miki Breier participaram do painel promovido pela Juventude Socialista Brasileira do RS (JSB-RS) no Acampamento Internacional da Juventude do Fórum Social Temático 2012 (FST). O evento, ocorrido na tenda da JSB no Parque Harmonia, reuniu lideranças do movimento juvenil de todo país para debater políticas de segurança no trânsito voltadas ao segmento.
Responsável pela coordenação do Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito, Beto Grill falou sobre a iniciativa da criação do órgão pelo governo gaúcho, que visa o cumprimento da meta estipulada pela ONU para Década de Ação pela Segurança no Trânsito – redução de 50% no número de mortes em acidentes no mundo. “Procuramos estabelecer o diálogo, de forma transversal, entre órgãos das mais diferentes esferas do poder e entidades da sociedade civil, para, juntos, construirmos a nossa política estadual de trânsito”, disse.
Sobre o trabalho desenvolvido, o vice-governador ressaltou que as ações não se restringem à fiscalização. “Nossa proposta contempla projetos em curto, médio e longo prazo. Apostaremos forte em educação para o trânsito, melhoria na formação dos condutores e capacitação de profissionais. Tudo isso sem deixar de investir em nossa malha viária, através da pavimentação, manutenção, sinalização e duplicação de rodovias”. 
Grill apresentou os números das operações Balada Segura e Viagem Segura, apontando a evolução no cenário gaúcho: “No ano de 2011, obtivemos uma redução de 11% no número de vítimas fatais no trânsito em solo gaúcho. Esse número aumenta para 30%, se analisarmos a área de abrangência da Balada Segura, operação que hoje já existe no litoral e que pretendemos expandir para as principais cidades do RS em 2012”. Grill, entretanto, chamou atenção para os dados relacionados às motocicletas, opção de boa parte dos jovens. “De 2007 a 2011, foram registradas 9772 mortes no trânsito no Estado. Dessas, 2686 pessoas perderam a vida em motocicletas, seja como condutor ou como passageiro. Isso representa 28% dos casos”, ressaltou o socialista.
Em sua fala, Miki Breier lembrou que embora a legislação de trânsito esteja atrelada à esfera federal, é possível realizar projetos bem sucedidos em nível estadual e municipal, citando, como exemplo, a redução do número de fatalidades no município de Cachoeirinha e a atuação do governo do Estado. “Toda a mobilização em torno da Frente Parlamentar e do Comitê de Trânsito são a prova que o RS está assumindo uma postura proativa com relação à questão da segurança viária”, disse o cordenador da Frente Parlamentar Estadual em Defesa do Trânsito Seguro da Assembleia Legislativa.
Miki ressaltou a necessidade de uma nova postura de todos os atores que compõem a realidade do dia-a-dia no trânsito. “Hoje em dia, vemos com frequência pessoas com pressa de chegar a lugar algum, para não fazer nada. É necessário que cada um de nós colabore para que ocorra a mudança de atitude necessária. Nesse cenário, a juventude tem um grande papel a desempenhar e deve assumir o seu posto como formador de opinião”, pontuou.
Participaram também do painel o deputado estadual Catarina Paladini, o assessor especial de Trânsito do Gabinete do Vice-Governador Major Ordeli Savedra Gomes, o ex-diretor executivo da Fundação Thiago Gonzaga (Vida Urgente) Sérgio Neglia, o sociólogo e consultor de trânsito Eduardo Biavati, o especialista em trânsito André Moura, o secretário e o presidente Nacional da JSB Bruno da Mata e Sérgio Cardoso, o secretário Estadual da JSB João Pedro Grill e a presidente da UJS Gaúcha Ticiana Alvares.

Ferronato coordena painel sobre Transparência nas Contas Públicas

O vereador Airto Ferronato coordenou um painel integrante da oficina "A Transparência nas Contas Públicas - como é e como deveria ser", realizada neste dia 26 de janeiro, no Plenário Ana Terra da Câmara Municipal, numa promoção do Sindifisco Nacional - DS/POA e Instituro Justiça Fiscal. O evento faz parte da programação do Fórum Social Temático 2012. Na abertura da apresentação, o vereador salientou   que “o cidadão é extraordinariamente participativo quando da demanda, mas quando chega o momento da fiscalização, a sociedade participa muito pouco”. Foram palestrantes do painel Thomaz Nunnenkamp, coordenador do Conselho Técnico de Assuntos Tributários, Legais e Financeiros da Fiergs, Nelson Lídio Nunes, vice-presidente do Fecomércio/RS e Silvia Grewe, agente fiscal do Tesouro do Estado do RS, diretora do Sindifisco/RS e membro efetivo do Grupo Gestor do Observatório Social do Brasil-RS.
                                                                                           Fonte: Blog do Ferronato - www.airtoferronato.com

Socialistas debatem sustentabilidade urbana durante o FST

Com o Plenarinho da Câmara de Vereadores de Porto Alegre lotado, socialistas de todas as regiões do País debateram alternativas sustentáveis para as cidades brasileiras na manhã desta quarta-feira (25). O rico debate ocorreu na oficina “A Sustentabilidade Urbana”, realizada pelo Movimento Popular Socialista – MPS durante o Fórum Social Temático 2012.
Para Mari Machado, dirigente nacional e representante da Fundação João Mangabeira – FJM na atividade, o debate sobre o tema é de extrema importância e está ligado diretamente ao que o PSB se propôs a discutir em âmbito nacional para as próximas eleições: a questão urbana.
A painelista da oficina, Leny Toniolo, apresentou as políticas públicas voltadas ao desenvolvimento sustentável promovidas em Curitiba, onde comanda a Secretaria de Meio Ambiente. A cidade administrada pelo socialista Luciano Ducci conseguiu através de ações em diferentes áreas reduzir significativamente seu índice de pobreza, chegando a 3,64% em 2011, segundo a Fundação Getúlio Vargas. “Temos todos os problemas de cidades grandes, mas implementamos políticas públicas para diminuí-los ao máximo e garantir maior qualidade de vida à população”, afirmou Leny.
A secretária destacou que não existe um conceito fechado de sustentabilidade urbana. “Ele funciona como um tripé, que inclui os fatores econômico, social e ambiental, mas precisa levar em conta a história, a cultura e o meio físico da cidade. Cada comunidade deve decidir o que é sustentável para ela”, defendeu. Leny acrescentou ainda que é comum durante o debate sobre o tema esquecer-se de que a questão ambiental não diz respeito apenas ao que convencionamos por “natureza”, mas que inclui as pessoas e as relações humanas. Para a painelista, as cidades devem facilitar, além da mobilidade urbana e da preservação ambiental, a interação entre as pessoas e a interação das pessoas com o meio ambiente.
Como exemplo dessa integração em sua cidade, Leny aponta a existência de uma política pública de conservação ambiental e o fato de todos os parques de Curitiba, incluindo Jardim Botânico e Zoológico, terem acesso gratuito. “Buscamos democratizar estes espaços, fazer com que toda a população possam conviver com eles. Hoje temos 64m² de área verde por habitante, considerando-se apenas as áreas verdes com mais de 100m², não incluindo áreas pequenas, como passeios públicos”, destacou. Leny também citou que Curitiba possui plano de regularização fundiária que prioriza as áreas de risco, onde as moradores são transferidos para local seguro e as áreas até então ocupadas são recuperadas.
Sobre a mobilidade urbana, a secretária lembrou que a capital paranaense vem incrementando o transporte coletivo desde a década de 70. “Hoje temos um transporte de qualidade e com tarifa social, onde as pessoas podem se deslocar entre todas as estações com o mesmo bilhete”, falou. Os consórcios urbanos foram outra alternativa encontrada pelo municípios para garantir o tratamento de resíduos sólidos e a qualidade da água que abastece a cidade. “Como a cidade não tem nascente de rios, trabalhamos em parceria com outros municípios através de um consórcio de recursos hídricos, para que o tratamento da água seja mais viável”, afirmou. Com relação aos resíduo sólidos, a cidade possui coleta seletiva desde 1989 e disponibiliza galpões para cooperativas de catadores a fim de que os trabalhadores não desloquem o lixo para seus locais de moradia e tenham um ambiente de trabalho mais adequado.
No debate que se seguiu à explanação de Leny Toniolo, os participantes destacaram a necessidade de se aprofundar o tema com os pré-candidatos a vereador e a prefeito, além de se fortalecer a participação da sociedade civil no planejamento das cidades, do acompanhamento pela população dos gastos públicos e da criação de alternativas ao transporte rodoviário.
Ao final do evento, o MPS entregou placa em homenagem ao filiado Ivo Fortes, fundador do Movimento Popular no Rio Grande do Sul e no Brasil.
Também prestigiaram a oficina o vice-governador do Rio Grande do Sul, Beto Grill, a secretária nacional do MPS, Maria de Jesus Natividade, a secretária nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires, a deputada estadual Cristina Almeida (PSB-AP), a deputada estadual Laura Gomes (PSB-PE), o deputado estadual Miki Breier (PSB-RS), o deputado federal José Stédile (PSB-RS), o vereador socialista de Porto Alegre, Airto Ferronato, o secretário interino do MPS do RS, Nestor Maltha, a secretária de Mulheres do RS, vereadora Anabel Lorenzi, representantes dos diversos segmentos organizados do PSB e militantes.
Fonte: www.psbrs.org.br

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

MPS indica nomes para Conselhos Setoriais do município, representando a UAMPA


Em reunião ampliada realizada na sede municipal do PSB, na Rua Riachuelo, 493, no dia 04 de janeiro de 2012, o Movimento Popular Socialista (MPS), liderado pelos companheiros Lurdes da Lomba e Copinaré Acosta, foram indicados nomes de socialistas para assumirem uma vaga de conselheiro junto aos Conselhos Setoriais do município, representando a União das Associações de Moradores de Porto Alegre (UAMPA).
Os nomes indicados são:
- Titulares:
*Conselho Municipal de Defesa do Consumidor (CONDECON): Luiz Fernando Sacks;
*Conselho Municipal de Justiça e Segurança (COMJUS): Coronel Dirnei Vieira;
*Conselho de Entidades Comunitárias e Assistenciais (CECA) da Comissão Municipal de Defesa Civil: Fernando Luis Guimarães.
- Suplentes:
*Conselho Municipal do Idoso (COMUI): Norminha Duval;
*Conselho dos Direitos da Mulher (CONDIM): Nilsa Teresinha Capiem de Figueiredo;
*Conselho do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU): Jorge Corrêa (Meio Kg);
*Conselho do Orçamento Participativo (COP): Leonardo Mesquita.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

REUNIÃO AMPLIADA DO MPS

CONVITE

O Movimento Popular Socialista (MPS) convida os filiados interessados para reunião ampliada a ser realizada na Sede Municipal do PSB (Rua Riachuelo, 493), no dia 04 de janeiro, quarta-feira, a partir das 18 horas.

Pauta: Indicação de representantes nos Conselhos Setoriais do Município e Departamentos da União das Associações dos Moradores de Porto Alegre (UAMPA).

Por meio da participação do MPS no Congresso da UAMPA, conquistamos o direito de indicar representantes nos seguintes conselhos:
- Titulares: Conselho de Justiça e Segurança (CONJUS), Defesa Civil e PROCON.
- Suplentes: Conselho dos Direitos da Mulher (CONDIM), Conselho do Idoso (COMUI), Conselho do Orçamento Participativo e do Departamento de Limpeza Urbana (DMLU).

Atenciosamente,

LURDES DA LOMBA
Coordenadora do MPS/POA