terça-feira, 27 de setembro de 2011

6º Chimarrão com Política instituiu o Núcleo do Trânsito Seguro no PSB-POA

André Moura e Seginho Neglia assumiram a coordenação do Núcleo
O 6º Chimarrão com Política, realizado no último dia 22 de setembro, na Assembléia Legislativa, teve como tema do debate o trânsito. Com a chamada “Socializando as Ações do Trânsito” demonstrou o acerto do Partido em Porto Alegre de seguir com esses encontros. 
Coordenou o debate  companheiro Serginho Neglia, que demonstrou toda sua experiência na área, instigando com suas interlocuções a necessidade de trazermos esse debate para dentro do PSB.
Hoje detemos o comando das discussões deste tema no Estado, sob o gerenciamento do nosso companheiro Vice-governador Beto Grill, que coordenada o Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito.
André Moura, nosso companheiro que também é especialista em trânsito, apresentou o painel “O Papel do Gestor Público no Trânsito”, onde discorreu sobre o verdadeiro papel do gestor, demonstrando a fragilidade do gestor público, quer por desconhecimento ou por não aplicar as verbas oriundas da receita das multas em programas e projetos educacionais. Fez um paralelo do nosso Código Nacional de Trânsito, sendo considerado um dos mais perfeitos, inclusive copiado como exemplo pela Espanha, e aqui temos esse caos por falha de nossos gestores que não estão devidamente preparados para exercerem a função. Lembrou que a grande maioria dos acidentes acontece por descumprimento das regras de trânsito.
Major Egon Kvietinski, especialista em trânsito, palestrou sobre o binômio Fiscalização e Educação para o Trânsito. Demonstrou a necessidade de termos uma política que priorize programas educacionais sem descuidar da fiscalização. Lembrou que é preciso educar desde a base escolar. 
O companheiro João Hélbio apresentou o programa “Motorista Nota 10”, das Instituições Alternativas, que é uma proposta de educação para o trânsito. Considerando o contexto e a relação que o homem estabelece com a via, com o veículo, consigo mesmo, com repercussões positivas na sociedade, utilizando o conceito Nota 10. Portanto, propõe desenvolver ações pedagógicas, através de um processo de educação à distância, facilitada pelos meios de comunicação (vídeos, TV, Rádio, Guia de Estudos, Internet e CDs), com mobilização comunitária que constituirão núcleos Motorista Nota 10.
O Major Oderli Savedra Gomes, coordenador técnico do Comitê Estadual do Trânsito Seguro, enalteceu a realização do encontro, elogiando os projetos apresentados e a importância da criação do Núcleo de Trânsito do PSB de Porto Alegre.
Dando encaminhamento, o companheiro Serginho Neglia colocou a palavra à disposição dos companheiros presentes. Os companheiros Boa Nova, Lima, Copinaré, Zakeu, Nilo Júnior, Elisandro, Nelnie Lorenzoni, Maria Letícia e Ivo Fortes se manifestaram. 
Após as manifestações, por sugestão do companheiro João Hélbio, foi encaminhada a criação do Núcleo de Trânsito do PSB de Porto Alegre, que teve a indicação do companheiro André Luis Souza de Moura para coordenador e do companheiro Serginho Neglia para a secreatria. Como houve aclamação por todos os presentes, e com o aceite dos indicados, foi encaminhado o encerramento do encontro.

domingo, 11 de setembro de 2011

PSB de Porto Alegre renova direção e reafirma apoio a Manuela para Prefeita

Antônio Elisandro foi reconduzido a Presidência no Congresso Municipal do partido

O PSB de Porto Alegre realizou ontem (10/9) pela tarde,  no Plenário Ana Terra da Câmara Municipal, seu Congresso para debate de teses sobre organização do partido e eleições 2012 e para eleger a nova direção. Pela manhã aconteceram reuniões do Movimento Popular Socialista (MPS), do Sindicalismo Socialista Brasileiro (SSB) e do Movimento das Mulheres Socialistas, que elegeram seus representantes para a direção municipal.
A atividade de abertura do congresso contou com a presença da deputada Manuela D´avila, do Secretario de Infraestrutura e Logística, deputado Beto Albuquerque, dos vereadores Airto Ferronato (PSB) e Adeli Sell, Presidente Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), dos Presidentes Municipais do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Fernando Niedesberg e do Partido Pátria Livre (PPL), Vinícius Anversa e dos representantes dos deputados Luiz Noé, Douglas Costa Beber e do Deputado Heitor Schuch, seu chefe de Gabinete Anselmo Piovesan.
Numa plenária com mais de 300 socialistas, também prestigiaram o evento o Presidente de Honra do Partido Fúlvio Petracco, o Sr. Lauro Hagemann, ex-deputado e vereador de Porto Alegre e os socialistas históricos Saul Calvete, Ivo Fortes e Marcos Lederman. O deputado José Stédile visitou o Congresso durante a plenária final, bem como representantes do Gabinete do Deputado Miki Breier.
Após a abertura, foi realizada homenagem ao socialista Luiz Carlos De Césaro, falecido em junho deste ano. De Césaro, o Gringo, como era conhecido, foi Presidente Estadual do Partido, Superintendente de Portos e Hidrovias no Governo Olívio Dutra e candidato a deputado estadual em 2002. O Secretario Beto Albuquerque leu o texto da penúltima postagem no seu blog pessoal “É a vida” com o título Minha última partida, que pode ser acessada no link http://bit.ly/mRf6gN.
Na seqüência, ocorreu ato de filiação de diversas lideranças com perspectiva de serem candidatos na eleição municipal do ano que vem, entre eles André Silveira, advogado e professor atuante nas causas ligadas ao transito seguro; Cássio Moreira, professor do Instituto Federal do RS; Lourdes Dallacorte, ambientalista e empresaria; Sérgio Mota, ex-conselheiro tutelar na região do Sarandi; Tino Moraes, jornalista e comunicador e Volnei Almeida, garçom. Também foi apresentada pela direção municipal uma lista com mais de 60 nomes de filiados interessados em serem candidatos a vereador na próxima eleição, dos quais vários presentes se manifestaram.
Ao final, foram aprovados diversos documentos e propostas encaminhadas ao Congresso, com deliberações sobre políticas para as pessoas com deficiência, eleições municipais, reconhecimento e funções do Núcleo dos Advogados e sobre a criação dos núcleos temáticos de energia, telecomunicações e meio ambiente.
A deliberação principal com relação à eleição municipal de 2012 aponta que o PSB em Porto Alegre deve elaborar seu conjunto de propostas, em sintonia com a bandeira da reforma urbana defendida em nível nacional pelo partido, bem como avançar na direção do apoio a Manuela D´Ávila para Prefeita da cidade. Ao mesmo tempo em que compreende como fundamental a ampliação do leque de partidos que darão sustentação a esta candidatura, manifesta seu propósito de participar da chapa majoritária.
A meta prioritária da nova gestão será a ampliação da bancada socialista na Câmara Municipal, com a estratégia de nominata proporcional própria, analisando-se a possibilidade de coligação.
Também foi decidido ampliar e aprofundar o trabalho de organização na cidade por meio dos núcleos de base, instituir o fórum interno dos núcleos e movimentos sociais, bem como qualificar a infraestrutura da sede municipal e profissionalizar a área da comunicação.
Por último, foi eleita por aclamação a única chapa inscrita, denominada Tocando em Frente, para o Diretório Municipal, Conselho Fiscal, Comissão de Ética e Fidelidade Partidária, os delegados ao Congresso Estadual e a Executiva Municipal, que ficou com a seguinte composição:
Presidente: Antonio Elisandro de Oliveira
1º Vice-Presidente: Mauri Luiz Ramme
2º Vice-Presidente: Lauro Roberto Hagemann
3º Vice-Presidente: Paulinho Gracioli
Secretário Geral: João Hélbio Carpes Antunes
1º Secretaria: Marlow Velasquez
2º Secretaria: Sophie Schell
1º Secretario de Finanças: Flavio Heron da Silva
2º Secretario de Finanças: Paulo Amaral
Secretario de Meio Ambiente: Roberto Jakubaszko
Secretario Especial: Marcio Vidal
Secretario Especial: Dirnei Vieira
Secretaria de Organização: Nilo Pinheiro Junior
Secretaria de Cultura e Formação Política: Hermes Duarte Moreira
Secretario da Juventude Socialista Brasileira (JSB): André Ribeiro (Maninho)
Secretaria do Movimento Popular Socialista (MPS): Lurdes Ágata Guiconi
Secretario do Sindicalismo Socialista Brasileiro (SSB): Carlos Augusto Leite (Breik)
Secretaria do Movimento das Mulheres Socialistas: Maria Luiza Loose (Malú)
Líder de Bancada: Vereador Airto Ferronato
Veja as fotos do Congresso no Flickr aqui

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Programação do Congresso Municipal do PSB de Porto Alegre

09hs: Congresso das Mulheres Socialistas – Sala 302 – CMPA
09hs: Congresso do Movimento Popular – Plenário Ana Terra – CMPA
10hs: Congresso do Movimento Sindical – Bancada do PSB – CMPA
10hs: Reunião da Juventude Socialista Brasileira – Sala Salzano Vieira – AL/RS

13hs: Abertura do Congresso Municipal do PSB – Plenário Ana Terra – CMPA
- leitura e aprovação do regimento interno

14hs: Ato político com autoridades e convidados presentes
- Homenagem ao companheiro Luis Carlos De Cesaro

15hs: apresentação dos pré-candidatos a vereador.

15h30min: apresentação das teses inscritas para o Congresso.

16h30min: Discussão e votação das propostas para deliberação política do Congresso.

17h: Eleição do Diretório Municipal, Conselho Fiscal, Comissão de Ética e Fidelidade Partidária e Executiva Municipal.

17h30min: Encerramento.

Teses inscritas ao Congresso Municipal do PSB - POA

Para ler os documentos, clique nos títulos abaixo.
 
Texto de avaliação e contribuição ao Congresso Municipal 
Autor: Direção Municipal do PSB. 
Propõe o reconhecimento do Núcleo de Base dos Advogados do PSB
Autora: Sophie Schell, Advogada.
Criação de Grupo Permanente sobre Energia e Telecomunicações
Autores: Diogo Soliman Medeiros, Eng. Civil, CEEE-GT; Ricardo Barreira Orling, Eng. Eletricista, CEEE-GT e Ricardo Monteiro Antunes, Tec. Eletrônico, CEEE-GT.
Autor: Alexandre Camacho Escobar, Advogado.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Considerações sobre a carta ao PT enviada pelo PSB e PCdoB

Nesta semana tivemos o encaminhamento de um documento à Direção Municipal do Partido dos Trabalhadores.
A carta tratou apenas de formalizar alguns aspectos da discussão que, neste momento, é pública e noticiada pela maior parte dos veículos de comunicação em nosso Estado.
Nesse sentido, registramos brevemente alguns elementos importantes para a história de Porto Alegre, bem como da conjuntura política e administrativa no município, destacando, entre outros aspectos, a importância e a gênese da vitória da Unidade Popular em 2010 no RS, a aliança política mantida pelo Prefeito Fortunati, que é diversa daquela composta pelo PT em nível nacional e estadual e, por fim, que, em caso de reedição desta Unidade, o PSB abrirá mão de disputar o cargo de vice-prefeito na chapa majoritária.
Alguns órgãos de imprensa veicularam que teria havido, por parte de dirigentes petistas, uma avaliação negativa do documento, na medida em que o mesmo seria muito superficial, de pouco conteúdo...
Pois bem! Com todo respeito que nos é devido nesta relação, cabe registrar que não se tratou, em nehum momento, de enviar um documento com detalhes programáticos e de gestão, tampouco um anteprojeto de plano de governo.
Por outro lado, seria subestimar nossa capacidade de maneira extrema interpretar que tivéssemos a intenção de enviar um documento com este propósito e magnitude em uma lauda específica.
Sinceramente, podemos até entender que existam motivações e/ou razões concretas que obriguem o Partido dos Trabalhadores analisar suas diferentes possibilidades para a eleição 2012. Mas não podemos aceitar que insinuações a respeito de uma suposta falta de sintonia com o debate público e a realidade de Porto Alegre, ou então dificuldades para elaborar um disgnóstico e um programa de governo para a cidade sejam postas como justificativas para desqualificar nosso propósito, que é simplesmente de estabelecer o debate e as condições necessárias para reeditar em Porto Alegre a aliança vitoriosa, em primeiro turno, para o Governo do Estado em 2010 e que dialogue, no mesmo campo político e partidário, com os governos de Tarso e Dilma.
Para os que não tiveram a oportunidade de ler, segue abaixo a íntegra da carta enviada ao Partido dos Trabalhadores.

Antônio Elisandro de Oliveira - Presidente Municipal

Porto Alegre, 29 de agosto de 2011

Companheiras e companheiros membros do Diretório Municipal e militantes do PT,

1. Porto Alegre é cidade que esperançou a gerações de brasileiros em diferentes momentos: dos longínquos cinqüenta anos da legalidade à construção da participação popular com Orçamento Participativo. Consagrou-se como capital das alternativas de construção de um outro mundo com as edições do Fórum Social Mundial. Mas foi a cidade também das políticas públicas criativas num período duro vivido pelo Brasil. Aqui o transporte público ganhou qualidade e urbanizaram-se comunidades mesmo sem recursos do governo federal.

2. É a população dessa cidade que nossos partidos devem respostas. À população que percebe as ruas sujas e escuras, com ônibus superlotados, os serviços públicos que perderam qualidade. Ao povo que se organiza e, mesmo assim, vê a participação popular ser tratada como moeda de troca. Àqueles que querem investir e são barrados na burocracia da prefeitura. Às mães que querem vagas em creches para que possam trabalhar nesse Brasil que cresce e gera emprego. O prefeito atual deu continuidade a uma administração com um projeto e uma aliança política que nos opomos em 2008 e 2010, aprofundando e consolidando um caminho diverso do que estamos trilhando no Estado e no país.

3. Em 2008 construímos respostas distintas ao diagnóstico comum que tínhamos sobre a cidade. Apresentamos duas candidaturas competitivas de oposição. Nossa divisão no primeiro turno construiu nossa derrota no segundo.

4. Em 2010 reconstruímos nossa relação, retiramos a candidatura de Beto Albuquerque, pois percebemos que estávamos fazendo com que a história se repetisse. Juntos construímos a vitória de Tarso Genro e Beto Grill no estado. É por esse projeto que somos responsáveis! É com esse campo que queremos responder aos problemas que a população de nossa capital vive.

5. Nossos partidos julgam que devemos estar juntos e apresentar unitariamente, já no primeiro turno, a candidatura mais viável. Julgamos que essa candidatura é a Deputada Federal Manuela D’Ávila. Contudo, consideramos legítimo que o PT apresente seu nome para conjuntamente definirmos qual o mais viável para nos representar. Se concluirmos que Manuela D’Ávila deva encabeçar a chapa caberá ao PT, a indicação do candidato ou candidata ao cargo de vice-prefeito. O PSB entendendo a importância de manter a unidade e o projeto do nosso campo, neste caso, abre mão da indicação do candidato a vice-prefeito.

6. Um governo vitorioso destas forças políticas deverá ser representativo do programa que estaremos construindo conjuntamente, e levar em conta a contribuição dos diversos setores que almejam uma Porto Alegre avançada. A história, a representatividade, a dimensão e a diversidade política dos aliados devem nortear a participação dos partidos na composição de um eventual governo da Unidade Popular em nossa cidade.

7. No processo da Conferência Municipal do PCdoB temos contado com valiosas contribuições de petistas para a elaboração de nosso pré programa. Nossa intenção é que esta construção seja unitária e possa contar com a participação efetiva dos nossos aliados.
Abraços,

Manuela D’Avila
Deputada Federal 

Carlos Fernando Niedsberg
Presidente Municipal do PCdoB  

Antonio Elisandro de Oliveira
Presidente Municipal do PSB