sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Entrevista no site do PSB/RS sobre o Congresso do PSB/POA: "Porto Alegre - Atividades de formação e debate político serão intensificadas"

Antônio Elisandro de Oliveira foi eleito, em 2009, presidente municipal do PSB de Porto Alegre para um mandato de três anos. Militante da JSB, chefe de gabinete do vereador da capital, Airto Ferronato, Elisandro destaca nesta entrevista que o debate interno será o grande objetivo de sua gestão, pois são importantes espaços de avaliação de cenários e formulação política.

Como foi o processo eletivo de 2009?
O Congresso Municipal do PSB de Porto Alegre foi realizado em 21/11/2009, no Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal e contou com a presença de 238 votantes, além de expressiva participação dos filiados nas discussões que nortearam as atividades durante o dia. O Presidente Estadual de Honra do Partido, Fúlvio Petracco, prestou homenagem póstuma ao militante Abrão Bertoldo Rodrigues, filiado ao PSB desde 1986 e recentemente falecido.
Foram aprovadas as teses apresentadas "Desafios da futura Direção Municipal do PSB", inscrita pela Chapa Unidade Socialista e "Diálogo com os pequenos empresários", de autoria da filiada Sophie Schell.
Entre as teses aprovadas, destaque para o apoio incondicional às candidaturas de Beto Albuquerque ao governo do Estado e de Ciro Gomes a Presidência da República em 2010. Neste mesmo sentido, foi aprovada moção encaminhada por Carlos Orling e outros filiados.
Foi registrada apenas a Chapa Unidade Socialista para a nova Direção Municipal, sendo aclamada pela unanimidade dos congressistas presentes.

Há quanto tempo o PSB está organizado no município? Quanto filiados tem o PSB no seu município?
O PSB mantém-se organizado em Porto Alegre desde sua refundação após o fim da ditadura militar, em 1986, tendo logo a seguir as candidaturas de Fúlvio Petracco ao Governo do RS neste mesmo ano e a Prefeitura da Capital em 1988. Também concorreram a Prefeitura de Porto Alegre pelo PSB a deputada Maria Augusta Feldman, em 1996 e o deputado Beto Albuquerque, em 2004.
Como vereadores do PSB de Porto Alegre tivemos, pela ordem: Omar Ferri, Professor Garcia, Hélio Corbellini, Maristela Maffei e atualmente Airto Ferronato.
Até 1996, o partido em Porto Alegre estava organizado através de 10 Diretórios Zonais. O primeiro presidente do Diretório Metropolitano de Porto Alegre foi o companheiro Flávio Heron da Silva. Na sequência, vieram os seguintes Presidentes Municipais: Fúlvio Petracco, João Batista Marçal, Hélio Corbellini, Luis Alberto Bairros e Mauri Ramme.
Na última listagem enviada à Justiça Eleitoral, foi registrado um total de 2.922 filiados em Porto Alegre.

Quais os objetivos do seu mandato como presidente?
O PSB de Porto Alegre criou em 2008 o evento temático denominado “Chimarrão com Política”, realizando 02 edições neste ano, as quais tiveram boa participação e uma avaliação bastante positiva. Estes eventos precisam ser valorizados e intensificados, pois são importantes espaços que oportunizam a militância em geral - aqueles que não fazem parte da direção partidária nem de algum núcleo de base, ou mesmo simpatizantes não filiados - terem algum tipo de contato com o partido no debate de temas relevantes e conjunturais. Do mesmo modo, os eventos de formação política são fundamentais, pois qualificam nossos militantes, dirigentes e mandatários.
Com relação aos filiados, a prática adotada no momento e que pretendemos dar continuidade é uma política permanente de filiação e de estímulo a candidaturas, a partir das reiteradas experiências exitosas com chapa própria nas eleições proporcionais, seja em nível municipal, em 2004 e 2008 ou estadual, em 2002 e 2006. Entretanto, como meta prioritária precisamos qualificar nossa organização interna, aperfeiçoando o funcionamento da Sede Municipal e o cadastro dos filiados, com atualização dos endereços e contatos, físico e virtual. Da mesma forma, a comunicação interna e externa precisa avançar. Confeccionar e imprimir periodicamente um informativo, que possa ser enviado pelo correio aos filiados, bem como a busca de uma maior aproximação com a imprensa escrita e falada da capital também são desafios a serem superados no próximo período.
Por outro lado, temos convicção que é fundamental aprofundar o processo de formação e fortalecimento dos núcleos de base. Por isso, temos como meta criar 10 núcleos até 2012. Atualmente, temos 04 núcleos em funcionamento e 01 em formação.

Como está a preparação para o pleito de 2010? Já há lideranças se apresentando para disputa? Quem são elas e em que nominatas vão compor?
Nós temos a satisfação de ter entre os filiados de Porto Alegre nosso pré-candidato ao governo gaúcho. Isso aumenta nossa responsabilidade, compromisso e disposição para o trabalho.
Contudo, nossa tarefa mais direta está direcionada para a construção de uma nominata qualificada de candidatos proporcionais, que possibilite em primeiro lugar a eleição de deputado(s) socialista(s) da capital. Além disso, precisamos aumentar a votação em Porto Alegre para nossos candidatos a deputado, contribuindo para ampliar nossas bancadas para, pelo menos, 04 deputados na Assembléia Legislativa e 02 deputados na Câmara Federal. Dessa forma, O PSB de Porto Alegre deve assumir um papel importante nesse processo, inclusive por se tratar do maior colégio eleitoral do estado e onde já temos obtido votações importantes.
Com este entedimento, o Congresso Municipal indicou as seguintes pré-candidaturas:
Deputado Estadual
1. Ari Rodrigues Filho (Ari Gororoba) – Professor de capoeira;
2. Balbo Teixeira – Ex-prefeito de São Gabriel;
3. Daltro Cavalheiro – Comunicador;
4. Dideron Macedo dos Santos – Professor;
5. Juliano da Rocha – Presidente do Conselho Regional de Fármácia do RS;
6. Lauro Hagemann – Cientista Político;
7. Norma Gonçalves Cadaval (Norminha Duval) – música;
8. Paulinho Gracioli (Paulinho da Farmácia) – Advogado e pequeno empresário;
9. Roberto Nachtigall – Professor;
10. Roberto Vucetic – Funcionário Público / Juizado da Infância e da Juventude;
11. Rogério Amaral – Comunicador.
Deputado Federal:
1. Airto Ferronato – Vereador e Fiscal de Tributos do Estado;
2. Gustavo Éboli – Advogado e Ex-Presidente da Federação Sul-americana de Farmacêuticos;
3. Otávio Reichert – Funcionário Público / Tribunal de Contas do Estado;
4. Ricardo Núncio – Eng. Agronônomo / Fecoagro;
5. Tarcisio José Minetto – Economista.
*O filiado Juscelino Marques, historiador, também registra sua disposição de ser candidato a algum cargo em 2010.

Como esta direção executiva está se praparando para 2012? Já há um quadro eleitoral se desenhando?
Sobre 2012, já tem sido levantado em diversas discussões dentro do partido e do mandato do Ver. Airto Ferronato a perspectiva concreta que temos de conquistar, pelo menos, duas cadeiras na Câmara Municipal.
Para isso, precisamos dar continuidade ao momento favorável, a boa fase que vive hoje o PSB de Porto Alegre, dentro de um ambiente coletivo e fraterno, que tem se estabelecido e avançado desde a última Direção Municipal, passando pela eleição 2008 e, especialmente, com o mandato de Ferronato.
Continuar filiando lideranças, pessoas de bem abertas ao socialismo, fomentando candidaturas e oportunizando projetos políticos, principalmente dentro de um espectro eleitoral semelhante às condições que temos hoje internamente (de modo a não desemparelhar muito uma futura disputa), é tarefa cotidiana da nova direção que precisa ser cumprida com muito zelo para que tenhamos novamente, em 2012, uma chapa própria e completa do PSB, com 39 homens e 16 mulheres dispostos e em condições de atingirmos essa que, com certeza, é a principal meta da atual gestão: dobrar nossa representação na Câmara Municipal.
Sobre a eleição majoritária, ainda bastante distante, é importante lembrar que em 2008 participamos de uma coligação que tinha Manuela D´Ávila, do PCdoB, como candidata a Prefeita, em uma coligação que contava ainda com PPS e PR, além de outros partidos e que ficamos neutros no segundo turno. Nessa mesma linha, nosso mandato na Câmara Municipal tem uma posição independente, que vota favorável a alguns projetos do Executivo considerados meritórios, ao mesmo tempo em que realiza uma fiscalização qualificada e rigorosa das ações do governo.

Fonte: www.psbrs.com.br

Nenhum comentário: