quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Manuela empolga multidão e conclama à vitória sobre preconceitos e ranços

Aclamada no início e saudada por uma chuva de fogos de artifício no fim do discurso, Manuela repudiou nesta noite de quarta-feira (1º/10), diante de milhares de pessoas presentes ao comício da vitória, o questionamento de sua juventude pelos adversários. “Eles questionam a minha idade, mas não questionam porquê uma cidade com tantos médicos tem tanta gente sem atendimento nos postos. E também não respondem porquê tem tanta gente sem emprego, porquê andamos com medo nas paradas de ônibus ou porquê nossa cidade se tornou a Capital com mais roubos de carros e foi tomada pela epidemia do crack”.
Aos críticos da aliança que promoveu e lidera, respondeu que a união de lados diferentes na política pretende combater as velhas divisões que há muitos anos atrapalham a gestão municipal. “Eles perderam a coerência porque ficaram sozinhos, deixaram de ouvir a população, deixaram de dizer a verdade, deixaram de corresponder às expectativas de nosso povo, que sempre quer mais - mais saúde, mais educação, mais segurança”.
Saudando todas as “cores da festa”, em alusão aos diferentes partidos coligados em favor de sua candidatura, Manuela valorizou os cidadãos da Capital. “Tenho orgulho de ter sido eleita a vereadora mais votada em 2004 porque sei que esse povo acerta. Este povo acerta em fazer predominar a harmonia entre todas as gerações. Este povo que construiu a cidade, superando todos os preconceitos, merece respeito. Essa cidade lutou pelas Diretas, pelo fim da ditadura, pelo Fora Collor e pelo Fica Lula; combate o preconceito e tem direito de construir um caminho novo.”
A candidata agradeceu as pessoas que entenderam que “nos unimos para melhorar Porto Alegre, pois a cidade dividida perdeu força, perdeu a sua capacidade de resolver os problemas”. Manuela conclamou os presentes a concretizar o sonho de tornar o segundo turno de 2008 diferente do de 2004.
“Não permitam que aquilo se repita. Eles usam ranços como se ranços fizessem política. Mas o que une é alegria, esperança e energia”, finalizou. Companheiro de chapa de Manuela, Berfran Rosado reforçou o chamamento aos militantes para chegar ao 2° turno. “Agora é trabalho de rua para mostrar que a Manuela tem responsabilidade, tem sensibilidade social e vai respeitar o que está aí e resolver os velhos problemas. Essa polarização só serve para eles se revezarem no poder”. E conclamou: “Dia 5 é 65. Vamos juntos para o 2° turno e vamos ganhar esta eleição”.
“Coração de Lula bate pela Manuela”
A chuva de fogos de artifício, que sucedeu o discurso de Manuela, encerrou um dia de festa democrática no Centro e de multidão animada no Largo Glênio Peres. Ali, os militantes da Coligação Porto Alegre É Mais distribuíram mais de 100 mil adesivos de Manuela, desde a manhã até a noite, e personalidades ilustres se reuniram em palanque sob manifestações entusiasmadas de milhares de pessoas.
Do ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., populares e militantes ouviram a reafirmação da preferência do presidente Lula por Manuela. “O outro lado não trouxe o Lula porque o coração do presidente bate pela Manuela”. Ele assinalou ainda que “Lula admira a Manuela pela competência dela, pois tem políticos que estão há 30 anos no poder e não conseguiram aprovar nenhuma lei”. Manuela aprovou, recentemente, a Lei do Estágio.
Presidente Nacional do PCdoB, Renato Rebelo destacou que a capacidade de unir assemelha Manuela a Lula. “O êxito do presidente Lula é porque ele congrega 14 partidos na sua base. O que a oposição daqui mostra não é sua capacidade política. Pelo contrário, é choro de derrotado”.
“Cheiro de vitória”
Primeira mulher a governar a cidade de São Paulo, a deputada federal Luiza Erundina (PSB) começou o seu discurso provocando o público. "Quem será a prefeita de Porto Alegre?". O povo, aclamando, prontamente respondeu: “Manuela!”. Erundina justificou sua presença no comício pela determinação de mostrar aos jovens, adultos, idosos e crianças que sua experiência política, permeada de vitórias e derrotas, aponta que em Porto Alegre “paira um cheiro de vitória no ar”.
Inácio Arruda, senador pelo PCdoB do Ceará, destacou que uma das maiores qualidades de Manuela é ser inclusiva. “Ela recebe deputados, vereadores e senadores, de diferentes idades, sem fazer nenhuma diferenciação. Por isso, é a maior injustiça ter preconceito com a idade de alguém que respeita e admira a todas as gerações”.
Poema para Manuela
Em meio aos discursos, dona Derci, eleitora de 72 anos, subiu ao palco para ler poema escrito em homenagem a Manuela. "O PCdoB te escolheu e eu também te escolhi (...). Toma muito cuidado// Não pode sair da linha// Tens dote de rainha// mas és plebéia também".
A emoção do público
“Achei emocionante ver uma candidata tão jovem representar tanta esperança pra gente. Fico até sem palavras para descrever meu sentimento”. (Lindomar Cunha, dj).
“O comício foi maravilhoso. Se pudesse repetir, assistiria tudo de novo. Desejo que no segundo turno ela esteja ainda mais afiada, e que use toda essa energia positiva do povo para resolver as coisas que estão paradas e tocar para frente essa nossa cidade”. (Sandra da Silva Mumbach, dona-de-casa)

Nenhum comentário: