quarta-feira, 11 de junho de 2008

Nota à militância socialista e à sociedade

A Direção Estadual do Partido Socialista Brasileiro, reunida no dia 9 de junho corrente, lamenta profundamente a crise política protagonizada pelo atual governo do Estado, desde a sua eleição, que tem acarretado o total descontrole político administrativo instaurado no Palácio Piratini. A simples instalação de um “gabinete de transição” após um ano e meio de mandato, atesta o grau de confusão produzido.

Tal situação de desgoverno traz notáveis prejuízos à imagem do nosso Estado que vê-se, nestes dias, às voltas com práticas que somente seriam esperadas nas mais lamentáveis republiquetas. Preocupa-nos os evidentes riscos de que tudo isso, que já compromete os serviços prestados pelo Estado, venha a prejudicar nossa economia.

É claro que toda e qualquer denúncia de malversação de recursos ou aparelhamento de instituições devem ser averiguadas e os culpados punidos, sendo evidente que o atual governo já tem muito o que explicar ao povo e às autoridades do Rio Grande do Sul.

Por outro lado em nada contribui para a superação dessa crise falar-se em impedimento da governadora, salvo no caso de comprovação de forma clara e direta de responsabilidade. Temos compromisso com a democracia e não uniremos nossa voz a nenhuma proposta golpista, embora consideremos o atual governo fraco na mais pura expressão da palavra e afirmemos que buscaremos derrotar seu projeto político nas urnas.

Consideramos os métodos utilizados pelo Vice-Governador para atacar o governo do qual faz parte absurdos e incompatíveis com a tradição riograndense, além de termos total discordância com suas convicções, de um liberalismo tacanho e privatizante.

Permaneceremos atentos à evolução dos acontecimentos, tendo como norte não as pequenezas da disputa política, mas os mais altos interesses do Estado e dos gaúchos.

Porto Alegre, 9 de junho de 2008
Executiva Estadual do PSB/RS

Nenhum comentário: